População de Jataí denuncia situação de abandono de Parque Ecológico da cidade

Parque Ecológico da cidade está relegado ao abandono. Moradores de Jataí estão indignados


Por Ednair Barros


O Parque Ecológico de Jataí, reinaugurado em setembro de 2020, estampa a imagem do descaso do poder público daquele município com a manutenção dele. Renato Sanchez, um dos moradores da cidade, diz que o local traz memórias afetivas. Quando foi criado, era palco de brincadeiras, encontros de amigos e ornamentava com espécies belíssimas de plantas e árvores ao pacato município, localizado a 321 km da capital. A reserva ambiental, leva o nome de um dos expoentes da área do meio ambiente e arqueologia: “PARQUE BINÔMINO DA COSTA LIMA (MECO). Renato Sanchez, indigenista e fotógrafo, comenta que o ” OLHO D’AGUA”, está totalmente sem Manutenção, Proteção, Zelo, Manejo e não para por aí. A situação já foi denunciada as instituições de preservação do meio ambiente da Prefeitura de Jataí, mas até o momento nada foi feito em benefício do pequeno e acolhedor Parque Ecológico .


Em contato com a prefeitura, nossa produção foi informada de que uma equipe ligada a assuntos ambientais, vai até o local, para fazer um levantamento da situação . O Prefeito Humberto Costa disse que após um estudo, pretende tomar providências para restauração do Parque Ecológico ” Meco” . Ele acrescentou que as iniciativas visando a Manutenção e Restauração do Parque Ecológico, devem ser tomadas a médio prazo. Segundo o prefeitura atual, existem cinco parques ambientais criados na cidade, durante sua gestão. Além das áreas ambientais, a nossa produção foi comunicada sobre a falta de recursos em caixa por parte do poder público de Jataí. “Não podemos fazer nada no momento, ou tomar qualquer iniciativa de imediato porque o município esbarra na falta de verbas.


Acompanhe outras denúncias e publicações no Blog do IAS

Mais publicações

casa de barro e palha de Francisca

Francisca geraizeira

Lá para as bandas do Tabuleiro do Cotovelo, bem nas cabeceiras do riacho de Tamarana, município de Correntina na Bahia, existia um pequeno rancho coberto

Leia mais »