Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas acontece no Egito

A Conferência das Nações Unidas


A Conferência das Nações Unidas já foi realizado em Estocolmo, Rio, Bali, Kyoto, Durban, Paris, Katowice, Glasgow e  Sharm El-Sheikh


O Egito sedia a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2022 (COP 27) com um claro reconhecimento da gravidade do desafio climático global e valorização do valor da ação multilateral, coletiva e concertada como o único meio de enfrentar essa ameaça verdadeiramente global. O evento começou no dia 6 e vai até 18 de novembro de 2022, no Tonino Lamborghini International Convention Center Sharm El Sheikh, Sharm el-Sheikh, Egito.


Relatórios recentes do IPCC destacaram a gravidade da crise climática e a necessidade de vontade política imediata e sustentada, ação impactante e cooperação efetiva. Com base no impulso de Glasgow, buscamos aumentar ainda mais o escopo dos resultados em toda a agenda de ação climática.


Acreditamos que há necessidade de progresso no terreno em todos os aspectos do nosso trabalho; mitigação, adaptação, finanças, perdas e danos.


Estamos cientes dos desafios e oportunidades relacionados à ação climática, e os potenciais e necessidades de todos, incluindo aqueles que estão em situações vulneráveis e as comunidades vulneráveis, e estamos prontos para nos envolver com todas as partes para acelerar a ação climática.


A visão da presidência da COP27 do Egito é passar das negociações e planejamento para a implementação. Agora é a hora de agir no terreno. Portanto, cabe a nós avançar rapidamente para uma ação completa, oportuna, inclusiva e em escala no terreno.


Precisamos harmonizar nossos esforços globais. Se quisermos cumprir nossas promessas e compromissos, as palavras devem ser transformadas em ação.


Globalmente, a crescente frequência e intensidade de eventos climáticos extremos está impactando a vida e os meios de subsistência de milhões de pessoas. O aumento da temperatura média global e o rápido aquecimento global estão causando consequências alarmantes para os seres humanos e todas as outras formas de vida na Terra.


De fato, a crise climática agravará as ameaças sociais, econômicas e ambientais. Assim, são necessárias ações urgentes para enfrentar a crise climática e fortalecer a implementação de resposta com o objetivo de criar um planeta resiliente.


Nossos esforços coletivos para combater os impactos adversos das mudanças climáticas são necessários/cruciais se quisermos garantir um futuro sustentável para todos.

Mais publicações